segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Ciclos

Ciclos de alegria e tristeza, orgulho e arrependimento, vida e morte, ciclos de crescimento, de evolução, de intensidade, de feiúra e beleza, de força e fraqueza.

Hoje me vejo em meio a muitos ciclos.
Alguns me consomem com muita rapidez.
Alguns precisam de tempo e distância para serem percebidos.

Passei um fim-de-semana cheio de amor. E hoje me pego pensando se um dia a minha hora de amar vai chegar.

Misturei infância e presente.
Vi chover no céu mais azul que já conheci.
Me senti livre escapando de um hábito, e hoje talvez me arrependa de não tê-lo mantido.
Me diverti como louca sabendo que meu alguém me procurava em outro lugar, longe dali.
Fui tão forte ontem e hoje já me sinto bem fraca.
Ontem, euforia. Hoje, um pouco de dor.

Vivi deliciosamente um desejo de uma pessoa que já se foi. Fui muito feliz por estar ali e muito triste por ele não estar.

Queria não ser tão ansiosa pelas próximas viradas de ciclos, de semanas, de meses, de estações, de períodos.
Mas hoje a curiosidade pelo que está do outro lado me consome...

O que será o amanhã? Responda quem puder... O que irá me acontecer? O meu destino será como Deus quiser.

4 comentários:

Clarissa disse...

nossa... eu poderia ter escrito esse texto... só posso te dizer que nascemos pra ser felizes... as vezes emcompridamos o caminho que nos leva a felicidade, mas não dá pra fugir full time... ou seja... viva, cada dia, com calma (fácil falar, masss)... Deus quer o melhor destino pra todos nós e é isso que teremos... mesmo teimando em desviar do caminho certo às vezes... CONFIA, BABY!

Clarissa disse...

eNcompridamos... ahahahahahaha

Fernanda disse...

Nossa... essa música me lembra mto a minha infância. Tocava sempre nos meus aniversários, virava Carnaval, fim de festa total.

Tbém acredito que nascemos para sermos felizes e fazermos as pessoas felizes. Nascemos frutos do amor de um casal e o objetivo é que nos tornemos amor cada vez mais para um dia, quem sabe, gerarmos o nosso próprio fruto de amor e a vida ter sentido, segui a sua evolução natural.

Ah, e já que estamos falando de amor, não posso deixar de dizer: love you!

Beijos

Fernanda disse...

"seguiR a sua evolução natural"

quis minha errata tb...rs... :P