segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Mais um início

Hoje, numa daquelas loucuras de domingo a noite, resolvi reorganizar minha vida.

Resolvi repensar tudo, repassar todas as crenças, descobrir os hábitos que preciso corrigir e reforçar as atitudes que me fazem feliz.

O primeiro passo para isso tudo foi arrumar meu escritório. Cansei de escutar que para arrumar os pensamentos a gente tem que também arrumar o lugar onde a gente vive e, ultimamente, vivo no caos: tem foto pra todo lado, tem umas três máquinas fotográficas jogadas pelos cantos, livros lidos, livros pra ler, livros da faculdade (afe!)... Isso sem falar nas pilhas de papel acumuladas em cima da bancada e dos quatro computadores amontoados.

Se eu tiver coragem, daqui a pouco posto uma foto "disso".

Eu reluto muito em arrumar as coisas, mas quando resolvo, adoro! Não tem o que me pare (o que não deve fazer minha vizinha de baixo muito feliz nesse momento...).
Minha parte predileta é a do desprendimento descontrolado. Começo a jogar tudo tudo fora. Jogo revistas, panfletos, bilhetes, cartões e até algumas fotos desnecessárias.
Acho uma delícia ver a pilha do lixo. Me dá a sensação clara de energia fluindo.

Já arrumei esses armários pelo menos umas dez vezes durante esses dez anos em que moro aqui.
Tudo já mudou de lugar, algumas coisas até mudaram de cômodo ou foram rebaixadas para o depósito na garagem. Só tem uma prateleira que desde sempre continua no mesmo lugar, do mesmo jeito: a das agendas e diários antigos.

Tenho verdadeiro amor por essas lembranças. Acho uma delícia sentar no chão e passear pelas folhas, uma a uma. Rir de passagens que eu já nem me lembrava, me emocionar com outras que nunca me saíram do pensamento.

Escrevo diários desde os 11 anos. Eles duraram mais ou menos até os 20, depois viraram uns cadernos com pensamentos esparsos, ou diários de viagens, de sonhos e desabafos.

Todos são parte de mim. E talvez nessa loucura de "quem sou eu" eles me ajudem.

Enquanto isso, compartilharei algumas passagens. Talvez eu tenha que esconder um nome ou outro, talvez eu tenha que fazer alguma correção ortográfica, mas tentarei ser fiel o máximo possível.

Para quem me conhece há tempos, vai reconhecer muitas das histórias e para quem me conhece há pouco tempo, terá algumas surpresas e muitas explicações do que sou hoje.

Espero que lendo esses trechos, vocês se divirtam tanto quanto eu.

E boa sorte para mais um blog que começo!

4 comentários:

Fernanda disse...

Feng shui!
Renovando energias!
Organize! Tire o velho para que entre o novo...
bjs e boa sorte

July Malta disse...

Ai que delícia amiga!!!
Comecei a ler e já posso ficar imaginando tudo que vem por ai.. Quem sabe eu tomo coragem e começo a escrever tb. Seremos as amigas escritoras, vc, a Fe e eu..
Quero só ver os próximos posts que estão por vir.
Bjos e mais bjos

Sandra Helena disse...

Querida Prima:
enlouqueça sempre e vá para a Bahia, sem remorsos.
Bjs, adorei o bloque

Clarissa disse...

vim pra xeretar como tudo começou!