quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Nada saudável

Pois é... e por você eu adquiri um hábito nada saudável.

Eu saio, me divirto, volto tarde pra casa e bem na hora de colocar a cabeça no travesseiro eu choro.
Choro como criança, abro o berreiro, soluço, perco o ar e limpo na blusa do pijama as lágrimas sujas de maquiagem .

Eu ainda olho no celular mais uma vez, só pra ter certeza que não perdi um recado ou uma ligação.
Revejo todas as formas de comunicação pelas quais você pode ter tentado contato.
Procuro, quase sempre sem sucesso, uma pista que me diga por onde você anda.
Mas você é bom demais em apagar os rastros e me deixar perdida.

Hoje foi assim.
Virei tanto meu pescoço na esperança de te ver chegar que até sinto dor.
Ensaiei tanto o sorriso, a reação, o olhar... pra nada.
Pra não te ver passar, não te ver chegar, não ouvir sua voz, nem sentir teu cheiro ou ganhar seu beijo.

Que luta é essa?
Pra que tudo isso?

Bem eu... que antes de você era tão feliz.

Um comentário:

Fernanda disse...

Hummm... sei bem como é isso!
Mas, como tudo na vida, essa fase passa...
Com força, mas mta força, mesmo, a gente consegue superar!!
E o apoio das amigas conta muito nessas horas... Nada como um desabafo... todo mundo já passou e talvez ainda passe novamente.
Love you!
Beijos